21 de março de 2014

BIODERMA: MITO? FARSA? OU FUNCIONA?

Depois do post que compartilhei aqui, fiquei com muita curiosidade de testar o "poder de limpeza" do demaquilante Bioderma, que uso desde 2011. Já usei tanto o Créaline (para peles sensíveis) quanto o Sébium (para peles oleosas) e, na prática, não vi diferença entre eles.



Tenho gostado dele pra remover a maquiagem do dia a dia, porque não arde minha pele, mesmo usando todo santo dia, se precisar. Já com os demaquilantes bifásicos, a minha pele fica ardendo se uso por dois dias seguidos. E a região dos olhos sente já no primeiro dia. Arde a pele da minha pálpebra inferior toda.

Enfim, venho usando o Bioderma há um tempo já e, agora, minha última embalagem de 500ml está chegando aos seus momentos finais!

Daí, depois de ler o post falando que o Bioderma não limpa nada, resolvi testar em mim mesma.


Vou contar como testei e minhas conclusões:

Testado: Bioderma Sébium.
Maquiagem para remover: BB Cream Missha (gruuuuuuuuuda que só).

Algodão antes:


Algodão depois:

Usei um algodão bem grande pra remover a maquiagem do rosto inteiro. E eu esfreeego, viu?!

Bom, feito isso, lavei o rosto e sequei:



Em dias normais (de não teste), eu entraria no banho tempos depois e lavaria o rosto com meu sabonete para pele oleosa. Mas, como se trata de um teste, fui passar um demaquilante bifásico pra ver se tinha sobrado algo:


E, esfregando bastante novamente, tinha ainda um restinho:



Aí, me perguntei: será que não estou sendo injusta? Será que se eu fizer isso novamente (uma segunda "demão") com o próprio Bioderma não obteria o mesmo resultado?

Então, testei no dia seguinte usando o próprio Bioderma pra fazer a segunda limpeza.

Lembrando que usei exatamente os mesmos produtos do teste anterior.

Algodão após primeira limpeza:



Mesmo procedimento depois: lavei e sequei o rosto.



Daí, limpei novamente com o próprio Bioderma e...



Daí, só por via das dúvidas, limpei com o bifásico da Nívea, que usei no primeiro teste e, de fato, não tinha praticamente nada pra remover.



E o resultado:



Assim, MINHA OPINIÃO: não acho que a sujeira restante foi taaaaaaaaaanta assim (na foto, de iPhone, o contraste é maior e dá a impressão de que está mais sujo do que na realidade) pra afirmarmos que o Bioderma não funciona. Ou não limpa nada.

Creio que depois de qualquer demaquilante, mesmo o mais power, é necessário lavar com sabonete próprio pra retirar, inclusive, possíveis restos de demaquilante. Tipo demaquilante bifásico que deixa aquele rastro de óleo na pele.

Enfim, meu teste. Minha opinião.

Agora, isso não contradiz minha opinião de que muitos produtos são, sim, mitos e "hypados" e ganham maior importancia quanto mais difícil for de achar pra comprar ou quanto mais caro e menos acessível. Continuo pensando assim!


8 comentários:

  1. Brena, cê já experimentou double cleansing? Eu nunca usei Bioderma mas já usei demaquilantes parecidos, lenços etc, mas ó, uma vez double cleansing sempre double cleansing.

    Eu tenho pele muito muito muito oleosa e não posso nem começar a te explicar o tanto que ela melhorou depois de ter começado a limpar a pele e tirar a maquiagem com óleo. Assim, não vou mentir dizendo que minha pele não é mais oleosa, mas não me incomoda mais como me incomodava antes.

    Sem contar que tirar a make é muito mais fácil e não sobra nada depois, mesmo esfregando bastante com o algodão. E esse negócio de ter que esfolar a pele com algodão não é muito agradável né :(

    E legal que você pode usar apenas o óleo natural que dá pra achar até no Mercado Central, dispensando produtos caríssimos!

    Olha essa lista aqui (https://www.beneficialbotanicals.com/facts-figures/comedogenic-rating.html) sobre os níveis de comedogenicidade (nem sei se essa palavra existe) de cada óleo. Tô falando isso aqui mas nem sei se cê já experimentou e não gostou kkkkkk

    Beijim :*

    ResponderExcluir
  2. Oi Brena,
    Assim como a Babi Lopes eu uso a limpeza com óleo...usodemaquilante bifásico nos olhos (porque tenho e não vou jogar fora, né ? kkkk) e no rosto uso óleos naturais...uso de castanha do pará, de rícino e de amendoa...como tenho fácil acesso uso o de pracaxi. Um óleo que sempre tem que ter porque ele limpa profundamente é o de rícino, mas ele é mais denso e difícil de espalhar...aí precisa misturar com um mais fácil de espalhar (esses que uso são muito bons) e o melhor são prensados a frio (assim a mulher me esplicou na feira de orgânicos aqui perto de casa. Mas já usei até óleo de sacha inchi (peruano)...e o próximo que vou misturar é o de oliva.
    Te confeço que no início dá aflição, mas depois que acostuma...e a pele se acostuma também, porque se faz uma massagem deliciosa no rosto, ela agradeçe e fica otima.
    O efeito dessa limpeza é notável. Minha pele é outra.
    Após usar o óleo eu lavo meu rosto com uma espuma de limpeza e um sabonete líquido (o meu é da avon solution para peles oleosas)...e perfeito. Uso o adistringente por desencargo de consciência, mas o resultado é sempre um rosto limpinho.
    Vale a pena experimentar. Se não gostar é só continuar com sua rotina normal.
    Eu mudei a minha depois de sentir meu rosto melhorar.
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço idéia. Já to tendo aflição só de pensar! rs

      Excluir
  3. Não uso maquiagem com muita frequência, mas tenho pele mista e tendência a acne, e se eu descuidar da limpeza do rosto o negócio fica bem feio (partes ressecadas, partes oleosas, cravos e espinhas, tudo junto ao mesmo tempo). Eu achei uma forma de tirar a maquiagem que deu muito certo pra mim: passo o demaquilante como se fosse um creme (qq demaquilante cremoso que não irrite), espalhando uma quantidade que dê pra cobrir o rosto e fazendo movimentos circulares, sem apertar os dedos contra a pele, algo bem de leve mesmo, pro demaquilante dissolver a maquiagem. Tiro com algodão, e lavo o rosto em seguida com o sabonete da Neutrogena "Deep Clean Acne Wash". Quando passo o adstringente após esse processo (nem sempre faço isso, pra não irritar), o algodão continua branquinho, então acho que limpa bem sem agredir muito. Eu adoro esse sabonete líquido porque ele não resseca nem irrita a minha pele, e limpa bem. Uso há anos e nem penso em trocar por outro. Na área dos olhos uso o demaquilante bifásico da L'oreal, que é o meu preferido, e, se precisar, lavo com uma gotinha de sabonete de glicerina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fazia a mesma coisa, mas gasta muito demaquilante. Procurando uma alternativa eu encontrei o double cleasing e agora não largo mais. Eu não sei sobre as misturas de óleos que as moças aí de cima falaram, mas eu uso um óleo japonês comprado pelo YesStile, o Shiseido Aqualabel Deep Clean. Até diminuir a oleosidade diminuiu (e tirou algumas cicatrizes de acne O_O).

      Excluir
    2. Gasta um pouco mais de demaquilante mesmo, mas pra mim a "estrela" da limpeza é o sabonete da neutrogena, pois não vejo muita diferença de um demaquilante pro outro (isso no quesito pele.. rsrs - vejo muita diferença quando se trata de área dos olhos, pois uso máscara à prova d´água e é uma região bem sensível). Nunca experimentei os óleos de limpeza japoneses, mas tenho curiosidade desde que vi no blog Cosme Asia. Se chegar ao mercado num preço acessível com certeza eu testo! :-)

      Excluir
  4. Só pra corrigir no meu comentário anterior, o sabonete é o "Neutrogena Oil-Free Acne Wash", e não deep clean. Acabei misturando os nomes das linhas da Neutrogena.. rs.

    ResponderExcluir

Críticas, sugestões ou dúvidas são sempre bem-vindas e respondidas aqui mesmo.

Comentários que incluem propaganda, auto-promoção, insultos não serão publicados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.