29 de outubro de 2012

POR QUE É TÃO CARO COMPRAR MAQUIAGEM NO BRASIL?

Todo mundo sabe que comprar maquiagem lá fora é muuuuuuuuuito mais barato do que comprar no Brasil. Aí, quando abriu a loja da Sephora aqui, a gente ficou naquela expectativa pelos produtos e tal... e em seguida "fuéeeen" (onomatopéia para "sifudeu").

Os preços muuuuuuito altos, desanimadores. É bom o fato de a gente ter acesso aos produtos que a gente só encontrava lá fora de marcas como: Urban Decay, Make Up For Ever, Benefit, Sephora Collection (da própria Sephora), mas em contrapartida os preços aqui são mais do dobro dos preços da Sephora americana, por exemplo.

E por que isso acontece? As lojas que são exploradoras?

Todo mundo já sabe que o Brasil é um país de impostos altíssimos e os cosméticos não ficam de fora.

Só pra exemplificar isso, no começo do mês, comprei na Sephora um lápis de boca da MAC por 75 Reais:



Esse mesmo lápis custa 15 Dólares mais impostos lá fora. Uns 35 Reais talvez.

Aí, se você olhar na nota:


R$18,75 só de imposto!!! O que representa 25% do valor do produto!

Gente!!!!!!!!!!! Geeeeeeeeeeeente!

E o governo, ao invés de reduzir nossos impostos pra estimular a gente gastar aqui, faz o que? Aumenta o IOF (imposto que incide sobre o câmbio, dentre outras coisas) pra desestimular a gente a gastar em compras internacionais.

Não entendo NADA disso e estou falando de forma leiga, mas ninguém precisa ser especialista pra chegar a uma conclusão simples: nossos impostos são abusivos e isso torna tudo mais caro.

Um minuto de silêncio.
 

32 comentários:

  1. Essas marcas também são muito caras, em Portugal.

    Bj*

    ResponderExcluir
  2. tem tantos impostos, mas o governo não faz nada. Por que será que tem tanta gente na miséria / pobre no Brasil ? "Para onde será que vai esse dinheiro?". Acho que todo mundo sabe a resposta, né!?

    ResponderExcluir
  3. Brena, eu adoro você e adoro seu blog. Mas eu acho que a gente deve ter alguma cautela quando fala disso.

    Os impostos são altos? São. Eu sinceramente, como cidadã, acho mais é que tem ser mesmo para certos itens. O que tem que ser livre de imposto é comida, é educação. Maquiagem é o mais puro supérfluo.

    Vivemos num país onde os itens básicos são subsidiados pelo Estado (mesmo que não como a gente gostaria). Fique doente nos EUA e veja o que acontece com você se não tiver seguro... e pra isso estão os impostos. Aí tem quem fale de roubalheira, corrupção e afins - a questão não é essa. A questão é, que mesmo assim, seus direitos básicos são garantidos por esses impostos.

    Agora, falando mais um pouco como "entendida" de mecanismos de economia... no Brasil fala-se muito de custo-Brasil, mas pouco se percebe que as empresas lucram aqui de forma quase obscena, e faz que exista o tal lucro-Brasil.

    Faça as contas aí desse lápis que você comprou, em dólar, sairia em torno de 30 reais, mais os quase 19 reais de imposto, e eles vendem por 75 reais. Ou seja, eles lucram 50%, e geralmente, para você ter uma vida "empresarial" saudável, você precisa lucrar em torno de 35 a 40%. E esse produto aí eles nem metem tanto a mão... veja os preços da Dior e da Chanel no Brasil. Eles metem a mão por que tem que compre. A Apple por exemplo chegou por aqui via Foxxcom e todas as esferas do governo deram mil isenções fiscais para que o preço caísse, e aí, caiu? Não, mas os custos sim, e eles afirmam que como não há concorrência podem vender pelo valor que quiserem.

    Outro fato é: essas empresas não contribuem de fato com a economia do país. A MAC tem alguma fábrica em território nacional? Quando a gente importa demais a gente tira empregos que poderiam ser gerados aqui. Tudo bem, abre empregos no comércio, que é o setor que mais emprega no país, mas é a indústria que faz a economia realmente se fortalecer.

    Outra coisa, o sucesso das Sephoras da vida eu vejo, é a da ascensão de uma classe nova de consumo, de quem vai lá e compra um objeto de desejo em 12x... porque as classes médias altas ou ricas, arrumam as malas e vão deixar o dinheiro em Miami. É dinheiro escoando pra fora do país de tudo que é jeito!

    Enfim, é um comentário grande e chato, que jeito? Também acho um saco pagar caro em make, e adoro produtos importados... mas enfim, se o imposto ainda fosse maior, eu ainda acharia ok!

    Um beijo, desculpa ae ser do contra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só falei que os impostos são altos e isso é um fato. Não fiz nenhum outro tipo de julgamento pois, como disse, sou leiga no assunto.
      E o fato de os impostos serem algo não é uma percepção minha, é um fato.

      Excluir
    2. danielle, acho que a sephora não paga os 15 dólares que a gente paga la fora nos EUA. eles devem pagar metade ou até menos que o valor que a gente paga como consumidor final.
      beijos

      Excluir
    3. cooooooooooooooooooom certeza. há uma grande diferença em comprar como consumidor, no preço final e comprar como loja, que é o preço de atacado.

      Excluir
    4. Brenda, não postei o comentário por mal ou achando que você fez um julgamento. Você tem sua opinião, a qual eu compartilho, que é sim, a carga tributária é pesadíssima.

      Mas quando se fala em blogs de moda e maquiagem (que eu, particularmente adoro, sou quase uma drag) é muito fácil atingir um público completamente despolitizado, e não digo isso partidariamente, e sim socialmente mesmo. E veja, isso não é uma verdade absoluta, nem preconceito, é só o que observo lendo aí as blogosferas da vida.

      E sendo assim, se não for tudo falado com cautela, se cria uma leva de gente que só repete o que ouve por aí, que impostos são altos, que o governo é corrupto e por aí vai.

      Acho que deve ser dito: sim, os impostos são altos, mas as lojas também lucram RIOS de dinheiro e justificam isso como carga tributária, o que não é bem assim...

      Alguém aqui deu exemplo dos carros, e foi notícia em tudo que é mídia, mas as letras miúdas desses matérias diziam que as montadoras estavam rindo à toa de cobrar muito mais caro do que justificavam os impostos e nego ainda comprava!!

      Enfim, não acho que o objetivo de um blog de maquiagem seja discutir isso, mas ainda acho importante que seja dito.

      Um beijo,

      Danielle

      Excluir
    5. Esse assunto é sempre complicado. Concordo em partes com a Danielle, mas não acho que seja justo comparar nosso país com os EUA, nesse caso da saúde, porque até onde sei, lá, se você não tiver condições financeiras (se você realmente é pobre) o governo paga. Se você tem uma estabilidade financeira, você terá plano de saúde, aqui ou em qualquer lugar do mundo e não precisara usufruir do sistema publico.

      O que entendi que a Brena disse que é que o tanto de imposto que é cobrado desestimula a compra aqui dentro, fazendo com que compremos de fora. Aí também tem outro problema, que é a taxação absurda que pagamos para produtos importados (acho que em torno de 60%). Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come, rs

      Se todo esse valor arrecadado tivesse sua destinação correta, eu assim como você, não veria problema em pagar até o dobro.

      Excluir
    6. Sim, eu concordo com vc no primeiro comentario e nesse ultimo.
      Só quis explicar mesmo que minha intenção era só mostrar os impostos, não cabe a mim aprofundar nesse assunto, ate porque sou leiga.
      (Desculpa a falta de acento, estou respondendo do celular).

      Excluir
    7. Anônimo, isso mesmo! Estamos num "mato sem cachorro".

      Excluir
    8. A questão é que além de nós pagarmos muitos impostos a classe média não tem retorno, nós também pagamos pela educação, pela saúde, o transporte público é uma m... e ainda não temos segurança pelo menos para aqueles que vivem nas grandes cidades.

      Excluir
    9. O imposto é mesmo absurdo, e sim, é para incentivar o 'não consumismo' internacional. A ideia é que o brasileiro valorize a compra nacional.

      Mas dá uma dó.... xD

      Excluir
  4. Nossa carga de impostos é uma vergonha!
    Muito bom seu post!

    bjos

    ResponderExcluir
  5. Pois é.... O mesmo com os carros, fiquei passada com a reportagem.

    É meio que te obrigar a comprar um carro nacional 0, que vem "pelado" e pagar uma nota.

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Assunção!!!
    Por isso que o professor de Direito Empresarial comentou em sala de aula, que o pessoal lá fora, acha brasileiro rico, pois não sabem como nós pagamos tantos impostos, e ainda conseguimos sobreviver, então eles acham que nós somos riquíssimos.

    ResponderExcluir
  7. Discordo da colega Danielle qdo diz que é make é item supérfluo. Penso que aquilo que nos faz nos sentir bem, elevando nossa auto estima, desencadeia inúmero benefícios na nossa saúde física, por exemplo. Ademais, concordo com o restante.
    É uma pouca vergonha mesmo os impostos brasileiros, pois são caríssimos sim.
    Mas o que acabei de aprender é que, além dos impostos altíssimos, o pior é o desrespeito dessas empresas multinacionais com os trouxas brasileiros que compram por aqui e são totalmente desrespeitados: preço alto, atendimento péssimo e demora na entrega.
    Já risquei a Sephora on line do meu caderno de compras. P É S S I M A! ! !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Supérfluo significa que você não precisa disso para viver e não que ele não possua utilidade. Adoro maquiagem, mas ela é um item supérfluo sim apesar de todas as consequências boas que ela pode nos proporcionar ela não é ou pelo menos não deve ser prioridade quando temos recursos limitados.
      Se você estiver passando fome você compra um litro de leite, pão, arroz ou carne ou vai preferir maquiagem?
      Se estiver doente, vai destinar seu dinheiro para remédios, médicos e tratamentos ou maquiagem?
      Foi nesse sentido que falamos que um item é ou não supérfluo.

      Excluir
    2. Sim!

      Meninas, parem de discutir! kkkk

      Excluir
    3. Malu, quer ser minha amiga? hahahaha

      E Brena, desculpa o fusuê, mas confesso que até estou feliz de que estes comentários estejam gerando uma discussão saudável!

      Eu leio muitos, muitos blogs, e o seu, o da Karen e o da Renata (Conversa de Beleza)são os que realmente respeito, por isso vir aqui e me pronunciar. Acho que são pessoas sérias e comprometidas com as leitoras de um modo geral. De verdade, obrigada pelo blog!

      Beijo

      Excluir
    4. Quero ser amiga de todas!!! Hahahaha
      Adorei o post tbm Brena ... acho legal gerar polêmicas ainda mais considerando que as pessoas precisam pensar mais nessas questões em relação ao nosso país. E Parabéns pelo Blog. Adoro!

      Excluir
  8. Bruna concordo plenamente que os impostos no Brasil são altos (um dos mais altos do mundo) e que isso eleva em parte o preço de um produto.
    Contudo, concordo plenamente com a Danielle. Sou louca por maquiagem e adoraria poder comprar um lápis da MAC pelo preço de Natura, mas conforme a Daniele já disse muitas vezes esses impostos se fazem necessário como forma de proteger a nossa indústria. Imagina o que aconteceria com Natura e outras marcas nacionais se concorresse diretamente com produtos importados? Quantos empregos seriam perdidos etc etc etc.
    Não vou ser repetitiva e falar a mesma coisa que a Danielle já disse, mas não devemos simplesmente pensar que os produtos deveriam ser baratos para que consumíssemos aqui, pois não é só isso... As relações são muito mais complexas.
    Sem contar que um problema fundamental no Brasil e que eleva o preço de TODOS os produtos (nacionais e internacionais) é o frete. No Brasil a logística é feita de forma muito pouco competitiva.

    E para quem mencionou os carros... O Brasil é o país, onde as montadoras mais ganham isso porquê TEM QUEM COMPRE... Um Corolla custa uns R$60-70 mil e ainda vem pelado, enquanto que nos EUA você compra um por US$ 20 mil e muito mais completo e eficiente...Ou seja, não é só o governo que tem que modificar suas decisões... Nós também temos que modificar nossas preferências e escolhas para que as empresas sejam obrigadas a vender os seus produtos por valores mais competitivos.

    Sei que foi um desabafo e adoro o blog e as coisas que você publica, mas não concordo com o que disse sobre reduzir impostos para gastarmos aqui etc, devemos tomar cuidados ao criticar certas coisas que parecem triviais, principalmente se isso é do campo econômico e social.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Malu, a minha família toda tem fábrica (não cabe aqui entrar em detalhes) e sei o tanto que a gente paga de impostos e como isso encarece o produto.

      Então, não são só os importados que pagam impostos absurdos. Se você quiser abrir qualquer empresa aqui, os impostos são altos também.

      Natura e todas as empresas com sede no Brasil TAMBÉM pagam impostos altíssimos.

      (Como eu disse, não quis entrar nesse mérito, APENAS falei que os impostos são altos e isso é um FATO).

      Excluir
    2. Assunção!!
      Concordo Brena, para "abrir"(diga-se din din, e documentos) uma empresa aqui é dificílimo.

      Excluir
    3. Sim Brena, não estou falando que os impostos não são altos, como disse são um dos maiores do mundo. Mas não é só isso que encarece e o que estou querendo dizer é que mesmo que se eliminassem todos os impostos dos produtos importados ou nacionais, no Brasil os produtos saíriam ainda mais caros que em outros países.
      Sou totalmente a favor de uma reforma tributária e uma melhoria na utilização desses impostos, só acho que reduzir ou no extremo, eliminar, todos os impostos não seria a solução... Vai muito mais além.
      Por exemplo, sou super a favor do governo reduzir impostos de máquinas, equipamentos para a produção e outras coisas que impactam em todos os produtos e na infraestrutura geral do país, mas não de maquiagens e produtos importadosl, pelo menos, ainda não!!!

      Um beijo e adorei a discussão do blog (ahahaha). Acho que precisamos discutir mais vezes essas coisas!!!!


      Excluir
  9. Esse imposto que vem na NF (o ICMS) é apenas um deles e é de competência Estadual, além desse ainda existem no mínimo mais quatro ou cinco impostos de competência Federal devidos pela empresa... Concordo que o preço na Sephora é meio abusivo, mais levando em consideração essas "lojinhas" que não pagam impostos e nem tem custo algum com manutenção de empresa e ainda vendem quase pelo mesmo valor da sephora eu prefiro e acabo optando por comprar aqui mesmo e gerar renda para o meu país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão. E isso casa com o que eu acabei de escrever acima em resposta ao comentário da Malu.

      Excluir
  10. Concordo. Fora que os produtos da Sacks/Sephora são "véios", cuidado.
    bjsss adoro seu blog
    Suzue

    ResponderExcluir
  11. Realmente, ele compra um imposto acima demais! Onde leva o aumento de tudo que compramos, com pequenas coisas! Isso é um roubo. cantiinhodabia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Por isso que prefiro Avon. Não vivo comprando Avon, Natura e afins, mas acho muito desapego pagar 75 dilmas num lápis de olho.

    E se eu quiser importado, eu compro no Paraguai, muito mais barato.

    E não, não sou nem um pouco politicamente correta.

    bjos

    ResponderExcluir
  13. Fico doida com esses impostos abusivos, nao querem que compramos fora para poder valorizar essa mer%#$ de pais, e colocam imposto ate nos rolo de papel higienico, fico loca com isso, e onde enfiam esse dinheiro que nunca vi, as ruas cheias de buracos, a educacao uma bos&*%$, salarios baixos para os professores, isso é de indignar!!!

    ResponderExcluir

Críticas, sugestões ou dúvidas são sempre bem-vindas e respondidas aqui mesmo.

Comentários que incluem propaganda, auto-promoção, insultos não serão publicados.